• Condomínio Parque Avenida

Para Onde Vai o Mercado Imobiliário?

Muito se fala sobre tendências do mercado imobiliário, mas qual deve ser a tendência com maior probabilidade de acontecer? Muito se falou em trabalho 100% remoto, devido ao aumento da vacância em condomínios comerciais e corporativos no período mais crítico da pandemia, com forte redução das atividades econômicas. Mas à medida que o mercado foi entrando num período de normalidade, com o aumento da taxa de vacinação, tudo aquilo que se imaginava de novo, foi voltando ao que era antes, ou seja, os espaços em condomínios comerciais e corporativos, foram retomando o nível de ocupações antes da pandemia.


Mas apesar da ocupação em aumento, qual a tendência que parece se consolidar no mercado imobiliário? A tendência mais promissora, ao que tudo indica, deve ser o trabalho híbrido, o que significa redução dos espaços. As empresas perceberam que muitas atividades a depender do tipo de atividade econômica, poderiam ser desenvolvidas parte na empresa e outra no modelo home office ou remotamente (de qualquer lugar). Interessante notar que até as empresas digitais, necessitam de espaços físicos.


O mercado imobiliário continua em recuperação com tendência de crescimento apesar do ritmo lento da recuperação econômica e corrida à presidência da república em 2022, em muitos projetos são aprovados no legislativo com consequências que prejudicam a atividade econômica mais a frente, ou seja, se arma uma bomba para o próximo presidente, de difícil desarme.


Nesse contexto, a construção sustentável apesar de no momento ser uma tendência de mercado, vem se consolidando devido a forte presença de investidores estrangeiros, que exigem algum tipo de certificação ambiental, por impactar positivamente a operação dos empreendimentos, com relação aos custos de operação.


Portanto, pode-se concluir que apesar dos acontecimentos que quase colapsaram a economia mundial, o setor imobiliário conseguiu uma certa estabilidade devido a ser um segmento bastante dinâmico e agora, começa uma recuperação na medida que se vai controlando a pandemia e as atividades econômicas retornando dentro de um novo contexto.