• Condomínio Parque Avenida

Como o Parque Avenida está passando pela crise energética?



A conta de luz vai subir. A crise energética é uma realidade no Brasil. E, para superar este cenário, é preciso agregar outras matrizes de recursos naturais.

Alguns empreendimentos, como o Condomínio Parque Avenida, há muito se atentam para esta necessidade. Assim, mesmo com a assustadora ameaça que nos ronda, a usina fotovoltaica permite que a conta se mantenha sem aumento, dentro de sua previsão orçamentária.


Quer entender melhor o que está acontecendo e como a energia limpa é uma saída para a crise? Continue a leitura!


Contexto

A maior parte da energia produzida no Brasil vem da força das águas, por meio de usinas hidrelétricas. O que é preocupante, já que os reservatórios enfrentam sua maior seca em 91 anos.

Um levantamento do Grupo de Estudos do Setor Elétrico (Gesel), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a partir de dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), mostrou que, em agosto de 2021, o país tinha 172 GW de capacidade de geração, distribuídos desta forma:

  • 63% proveniente de usinas hidroelétricas (UHE);

  • 13% de usinas térmicas;

  • 11% de plantas eólicas;

  • 3% de painéis solares;

  • 8% de usinas à biomassa;

  • pouco mais 1% relativo a duas usinas nucleares.

A situação é grave. O governo, por meio do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), lançou um programa que visa estimular a redução do consumo de energia para evitar o racionamento.

A seca faz com que seja necessário recorrer a fontes de energia mais caras e poluentes (termelétricas), financiadas com aumentos nas contas.


Energia limpa

Dentro de todo o contexto de sustentabilidade que permeia o Condomínio Parque Avenida, um dos pilares é o da energia limpa. O edifício é energeticamente autossuficiente nas áreas comuns.

Desde a fase de planejamento, encontrar maneiras de reduzir gastos e investir em medidas menos poluentes sempre foi uma preocupação. Por isso, o gasto de energia do local é igual à quantidade de energia renovável produzida ou adquirida em outras fontes renováveis.

O projeto arquitetônico inteligente conta com placas de energia solar, parceria com usinas solares e utilização da luz natural e do isolamento térmico. Isso resulta em um equilíbrio com o meio e, no meio da atual crise, reforça a importância de pensarmos em outras alternativas.

Quer saber mais sobre esse conceito? Saiba o que é um condomínio sustentável com práticas ESG!